29 abril 2011

referências, maquete e planejamento geral

Sábado, 16/04, fizemos um encontro no JAMAC com a presença de moradores da comunidade (Bosco, Adenilson, Zezito, Marcela, Sérgio, Marcelo e outros jovens e crianças), Mônica Nador, Contrafilé, os arquitetos do EPA e os parceiros espanhois do grupo Basurama. O objetivo do encontro foi retomar as potências que temos em nossa "caixa de ferramentas" coletiva.

Depois das primeiras reuniões na comunidade - nas quais nos focamos em compartilhar referências de trabalhos artísticos que dialogam com nosso projeto, assim como em levantar sonhos e desejos para o Parque - entramos juntos em um ritmo de mutirão para a limpeza do espaço. Agora, algumas semanas depois, passamos a sentir novamente a necessidade de retomar os sentidos, os sonhos e nossas refências.



O Contrafilé abriu a rodada, retomando o projeto "A Rebelião das Crianças" como um importante sentido para o trabalho do Parque:





Balanço em viaduto, A Rebelião das Crianças, São Paulo, 2005

Peetssa apresentou os Habitáculos - trabalho da artista Floriana Breyer, do qual ele participou - como uma possível referência para a construção de um de nossos brinquedos: uma casinha na árvore.


Cássio separou algumas imagens de músicos e artistas que trabalham com instrumentos imprevistos e inventados, para contextualizar o instrumento coletivo que vem sendo criado com um grupo de jovens e crianças do Parque. Sérgio, um dos jovens que está participando do "laboratório de música" com o Cássio, se encarregou de explicar a todos a idéia que está sendo desenvolvida: construir uma espécie de "Ninho de Instrumentos" para ser tocado coletivamente, com bancos em volta.

projeto do Ninho de Instrumentos

 Órgão de madeira, instrumento gigante instalado em parque, Besançon, França

 Instrumento coletivo "Pindorama", Walter Smetak, 1973

  Instrumento coletivo "Pindorama", Walter Smetak, 1969

 Instrumento coletivo "Timpanos Grandes", Walter Smetak, 1970

 Instrumento "Pinton Cretino", Walter Smetak, 1976

Recolhereis estes sons que ouvistes aqui para juntar num lindo buquê de flores. Vamos realizar algo desconhecido. Os mais engenhosos, inventam um instrumento, outros emitem sons – cantando, assobiando, soprando com as mãos, batendo o ritmo com os pés. Fingem tocar até com uma lapiseira ou com os botões do paletó ou com os botões da televisão. Vós, verdadeiros atores, podeis gesticular, fazer caretas e até dançar. O palco e a platéia são vossos. Vamos ver, sentir e ouvir a vossa composição. Walter Smetak  

Mister e Angela (Basurama) apresentaram imagens do projeto Auto Parque de Diversões, em Lima, Peru - projeto que envolveu uma série de intervenções artísticas na transformação de um viaduto abandonado da cidade e também imagens de um projeto em Asuncíon (Paraguai):



Lima, Peru


Asunción, Paraguai

Mônica apresentou o projeto Paredes Pinturas, do JAMAC:
 
Pedro e Ana, do EPA, apresentaram alguns projetos de Urbanismo Participativo, os quais eles tem como referência, assim como apresentaram a maquete do Parque para Brincar e Pensar, na qual começamos a definir os brinquedos, espaços e propostas:


Instalações definidas nesta reunião:
Tratamento de esgoto
 Ponte de palets
Composteira
Horta suspensa
Jardinagem geral
Muro de contenção + arquibancada = espaço multiuso
Bancos
Paredes-pinturas
Bicicletas elétricas
Ninho de instrumentos
Varanda para árvore
Pneu voador
Trepa-trepa de pneus (Rambo)
 Corda bamba

3 comentários:

Red de Artistas La Tintota disse...

Que maravilha de Trabalho estão façendo!! Abrazos Enormes...

Anônimo disse...

ei, hermanos do La Tintota, venham trabalhar com a gente!!!! :))
beijos

John Savvin disse...

I can't believe! is this you ???? http://images-store.hostei.com/photo.php?photo_id=2443641197643